terça-feira, 1 de junho de 2010

Como uma pipa


Se notares, meu bem,
a nossa vida é como uma pipa.
Nós somos a pipa.
A linha é a nossa coragem, o nosso desejo, as nossas vontades e objetivos.
É como um caminho que percorremos até chegar ao nosso destino.

Há pessoas que não tiram suas pipas do chão com medo de que elas se arrebentem no caminho, outras se enchem de coragem e buscam vôos mais altos, desejam mostrar a sua força e beleza a todos os cantos e se esquecem de que quem sustenta a sua pipa é uma linha tensa que se estica, fica tensa e qualquer toque ou um simples sopro forte e maldoso do vento pode quebrar o seu vôo, jogando sua pipa pra qualquer canto desconhecido e sombrio.

Não nego, até hoje não voei alto.
Penso muito. Imagino muito. Fico sonhando com a minha pipa plainando sobre o ar, sobre as casas das mocinhas e sobre os carros dos rapazes. Hoje, quando o vento sopra forte, eu a recolho. Minha mão treme. Me encolho. Enfio minha pipa num buraco e espero a ventania passar.

Talvez não adiante esperar o momento certo para soltar nossas pipas, afinal de contas, quem decide a intensidade do vento ? Quem controla a força da minha linha ? Quem vai deixar, ou até mesmo colocar algo cortante no meu caminho ? Quem escolhe qual pipa sobreviverá as adversidades ?

Ainda não tenho, mas hei de ter coragem de um dia erguer minha pipa. E que os ventos soprem o suficiente para me deixar nem muito alto, nem muito baixo, mas na altura da sua pipa, meu bem, onde poderemos cruzar nossas linhas e mesmo que uma derrube a outra...

De que vale guardar a pipa se a pipa foi feita pra voar ?

(Marcus Paulo Moreira Matias)

Desculpe o tempo sem postar, afinal de contas, estava apenas esperando a ventania passar...
;)

14 comentários:

  1. "Ah!... Se eu nascesse de novo, eu queria ser o mesmo Mané Luiz!... Se eu nascesse de novo e pudesse escolher, mais do que eu sou eu não queria ser."
    Isso é de Luiz Gonzaga..e eu ainda completo ..mais do que fiz.(e ou deixei de fazer).. nao queria fazer...se nascer de novo faço tudo igual.... nao por nada... nao que nao me envergonhe das grandes mancadas, dos beijos nao dados... das cantadas guardadas.. do sorriso preso... da mao recolhida..da falta de abraço... de nao ter colhida as frutas maduras do pé..e me contentado com as caidas ao chao...
    Faria tudo igual...pois... isso ....erros e acertos.. fazem o Eu de hoje.. e o Eu de hoje me alegra...

    A minha pipa tem voado... as vezes baixo outras vezes alto ..bem alto... e uma cosia de que se pode ter certeza .... ela sempre ganha marcas... boas e ruins...

    ma a pipa guardada...nao é pipa.. eh papel e vara e cola e linha.. pipa .. aquilo la no céu ... como uma estrela...

    e se eu nascesse de novo e pudesse escolher..quando chegasse o dia 02 de junho de 2010 eu estaria por aqui enrolando vcs... e perdendo o sono...

    abraço paulinho...

    "cumprindo o que se espera"

    Ozeno (Eugenio Cavalcante)

    ResponderExcluir
  2. Maravilha de Comentário...

    Mais nada a acrescentar...

    Um forte abraço geninho...

    (Marcus Paulo Moreira Matias)

    ResponderExcluir
  3. E eu que nunca aprendi a soltar pipa, que pretendia casar com o amor da minha vida numa tarde ensolarada a beira mar. Eu que desenhava na calçada com giz branco roubado do quadro da escola, que desejava adotar uma criança, fazer sexo apenas com 20 anos, passar uns anos em Portugal e estudar em Paris. Eu que imaginava acordado como seria ter uma biblioteca na minha sala de estar, economizar energia, virar vegetariano, comer mais frutas no café da manhã, preservar o verde, ler mais livros de filosofia... Eu que fiz o meu primeiro vestibular pra jornalismo... Eu que sonhava morar de vez no campo, tirar frutas do pé... Eu que queria sempre dizer o penso, que lutei pra encontrar uma forma de não mais magoar as pessoas a quem amo, não mais ser tímido, não mais andar de braços cruzado, não mais ser tão sensível, não mais ser o bobo da turma. Eu que me esforcei pra perder o medo de dizer bobagens em públicos ou contar piadas que não tenham a menor graça. Eu que queria ser menos sentimental, que seria ser mais profissional, que ia aprender a fazer minha própria moda. Eu que sempre quis aprender Libras e um dia quem sabe Braille. Eu que queria me dedicar aos estudos, eu que ia parar de escrever todas essas coisas bregas, cafonas e clichês que tenho escrito nos últimos anos. Eu que participaria de protestos estudantis, eu que criaria uma ONG pra trabalhar com reciclagem, eu que conversava com mendigos, eu que achava que existia a luz no fim do túnel, eu que acreditava em alma gêmea, eu que achava que o que temos por dentro era mais importante do que toda essa carcaça imperfeita. Eu que era o patinho feio... Eu que sempre sentei nas últimas bancas da sala... Eu que ficava perdido na hora do recreio. Eu que decidi que ia parar de sofrer e dar importância a quem sempre me tratou com desdém. Eu que brincava de balanço, que desaprendi a desenhar, que nunca aprenderei a cantar... Eu, justamente eu que me apaixonava como quem troca de roupa... Eu que deveria ser menos egoísta... Eu que achava que podia ser tudo, só queria ser outra pessoa.

    ResponderExcluir
  4. ainda não absorvi nada, o momento não permite!
    mas aquilo no final do texto é um pedido de desculpa pra quem mesmo?

    ResponderExcluir
  5. ....O bom é ser inteligente e não entender. É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doida. É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice. Só que de vez em quando vem a inquietação: -quero entender um pouco. Não demais: mas pelo menos entender que não entendo." (Clarice Lispector)

    ResponderExcluir
  6. "Bom gosto, inteligência, sabedoria, merda; são todos sinônimos, inutilidades. Odeio pessoas inteligentes, finalmente percebi; tão vazias e retóricas, sempre procurando algo além para saber e poder preencher o espaço que sobra em suas falas por não terem nada a dizer sobre si mesmas. Não é necessário acreditar que o silêncio diga mais que as palavras, mas ao menos perceber que ele às vezes valhe a pena pelo valor que as palavras possuem, por mais que soem bonitas e alimentem seu ego perante pessoas que, além de burras, também são vazias.
    Fale feio, escreva errado, não saiba os autores de livros consagrados, fodam-se os grandes cineastas, não decore o nome daquele bom ator, esqueça tudo que não tenha prática (não necessariamente mundana) - livre sua mente da estupidez desses nojentos inteligentes."

    ResponderExcluir
  7. Apesar de usar o Google mais uma vez obrigado pela leitura Ana... afinal de contas, não é só pra mim que escrevo esse blog.
    :)

    Esses anônimos...
    Os comentários mais interessantes, mas sem se autenticar. Medo de se identificar ? Preguiça ?...

    O primeiro texto ficou ótimo... é essa a questão... querer, sonhar, imaginar, desejar... talvez seja a válvula de escape pra quem não consegue viver satisfeito com as coisas que a vida lhe dá... por outro lado, quem é satisfeito ?...

    Até Deus no auge da sua solidão criou o ser humano...

    o Segundo deve ser o Marceleza. Nunca tem tempo pra nada, mas pro que sempre reclama, sempre tem tempo(rs)...
    Foi um pedido de desculpas pras almas penadas que vagam por esse blog.

    O Terceiro só pode estar de brincadeira.
    Vamos lá:

    1º Nunca me entitulei um cara inteligente. E outra inteligência, Esperteza, Felicidade são coisas completamente diferentes.

    2º Por quê não colocou seu nome aí?

    3º Prefere o silêncio ? Por quê perdeu tempo escrevendo o comentário ?

    4º A gramática só foi feita pra podermos entender melhor o que o outro quer dizer, isso não significa que quem escreve certo ou errado é mais inteligente que o outro... apenas mais estudado, em português, no caso.

    5º Obrigado pela visita. Se leu o texto e ainda comentou sinal de que o silêncio não vale tanto a pena... pra vc...

    Abraço a todos as almas penadas...

    Fui...

    (Marcus Paulo Moreira Matias)

    ResponderExcluir
  8. até que ponto o voo não ocorre por medo de voar? viver grandes aventuras de cinema, amar irrevogavelmente, ter amigos idealistas, viver para curtir e ser feliz. voo altos são perigosos, mas quem diz que são ruins? mas só isso pode ser chamado de 'viver'? qualquer voo, por mais baixo que seja, não deixa de ser voo. é seguro, é fiel, é de gosto de alguns. mas de que adianta fazer planos, se a pipa nem saiu do chão?

    ResponderExcluir
  9. Raaaafaels (desculpa, mas você tem cara de Rafael, mano!)
    Voltou a ativa (finalmente) eee, com uma ótima (re)estréia. Muito criativo e, na verdade, é uma ótima forma de se representar a vida. Nunca tinha pensado nisso tudo como uma pipa. Parabééns, rapaz.

    PS: Acho que, até o momento, o meu cometário foi o mais sem conteúdo, mas tudo bem. :)

    ResponderExcluir
  10. Bom dia, Almas Penadas.

    Mais uma vez uma pessoa sem se identificar...

    Boa Anônimo, seu comentário leva a conversa pra outra dimensão.
    Há vários fatores que podem fazer a pipa do cara não voar... no caso eu usei uma causa mais comum e até certo ponto particular...

    afinal de contas, pra uma coisa ser o que ela é, ela depende do que as outras coisas são ? no caso: pra uma vida ser boa é necessário sua pipa estar mais altas do que as outras ?
    pra algumas pessoas sim, e na maioria ou quem sabe em todas uma grande parte da felicidade se deve a sua pipa estar mais alta que as demais...

    Na verdade a altura da pipa em si não é a grande questão. A questão é realmente igual vc disse o importante é a pipa estar voando, ser satisfeito com sua pipa e feliz... tem gente que quer ela bem alto, outros se satisfazem com ela bem alta. e duvido de quem goste dela enfiada num buraco...


    OOOO Brendinha, minha branquinha ;P

    Nsss Rafael ? Vc é a única que fala isso... auhsuhasu

    é voltei a ativa, tomara que continue neh...

    realmente, foi boa essa analogia, me superei (:

    Ter conteúdo é um dos elementos de um comentário, as vezes outros são muito mais importantes... pra mim!

    Beijo!

    (Marcus Paulo Moreira Matias)

    ResponderExcluir
  11. Acredite guria branquinha, no fundo o seu comentário será um dos poucos lembrado!

    E sim sou eu...não tenho tempo de me identificar, vc já o faz por mim!

    Cara esse tempo como grandeza já não existe, desde sempre! Mas organize o seu melhor e sinta-se obrigado a postar mais e melhorar nosso, tão curto, tempo!

    Beijo e obrigado cara...

    ResponderExcluir
  12. Anônimo, o problema é que vc acaba n sendo tão anônimo assim, pq existem vários anônimos... começa a usar um apelido, pelo menos vou saber quem é, ou pelo menos diferenciar dos outros Srs. Anônimos... AUHSUahsuhasuhaushaush

    Ei, só eu posso chamar ela de branquinha. ahusuhashuhuas ^^ ta pensando o que ?!

    Pô cara n generalize as suas idéias, cada um é um caso diferente.

    Na minha terra quem faz mistério é boiola... ahushuahusuahsuhauhshuasuhauhs

    Preciso parar de organizar e fazer, meu pior ou melhor.

    melhorar ???

    devo encarar como um elogio???

    Abraço. Beijo não rola, vai que é o Serginho do BBB!

    (Marcus Paulo Moreira Matias)

    ResponderExcluir
  13. "Acredite guria branquinha, no fundo o seu comentário será um dos poucos lembrado!"
    Não acredito já que os seus comentários foram bem mais produtivos e elaborados,Sr. anônimo.

    Enfim... espero novos textos seus "Sr. Conjuntodefatores". (:

    ResponderExcluir
  14. Também espero :(

    (Marcus Paulo Moreira Matias)

    ResponderExcluir