sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Tiquinho de Fubá



Tico Tico bicho arisco
Já nasceu engaiolado
Preso à casa de arame
Via o mundo de um quadrado.

Mas de bicada em bicada
Furou uma janela
Que seu dono nem desconfiara
E vôou.

Hoje vive que nem gato
Sem dono, nem quer papo
Se o almoço é aqui
A janta é na casa ao lado.

Não repete o canto
Tampouco a cidade
Dorme no mato, na cobertura ou num buraco,
Tanto faz.

Tico Tico agora quer voar
Tico Tico quer cantar
Tico Tico quer todo dia
Um Tico Tico no Fubá.

(Marcus P. M. Matias)


2 comentários:

  1. A liberdade é algo bom de se ter...
    Bonito texto
    Gostei do blog, acabou de ter um membro
    DE LA VÉRITÉ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado jovem! (1 ano depois haha)

      PS: Liberdade não existe. rs

      Excluir